Mônica Sampaio

quarta-feira, 25 de março de 2009

Afinal, o que é o RÁDIO?





Quando se tem a imagem e o vídeo, chega-se muito perto da realidade. Existe a ilustração da fala; existe a legenda falante da imagem. Não é preciso explicar muito: um responde pelo outro e vice-versa. É claro! É preciso talento, ora pois! Aliás, em qualquer tipo de comunicação, há a necessidade da eficiência. As linguagens integradas, obviamente, ampliam esta possibilidade. O que uma não diz, diz a outra: amplitude de recursos comunicacionais. Mas, e quando só se tem uma; uma forma de se comunicar? Como atingir o objetivo, que é transmitir a informação de maneira eficaz?

O ÁUDIO


Em uma pesquisa da UCLA, constatou-se que, em toda comunicação:
- 7% é transmitido através das PALAVRAS;
- 38%, através do TOM DA VOZ (todos os aspectos inerentes à emissão da voz/áudio);
- 55%, através da LINGUAGEM CORPORAL.

Ou seja, no Rádio, os instrumentos que temos, são os 45% pertencentes aos 7% da Linguagem Verbal (o conteúdo intelectual) e aos 38% (de 93%)da Linguagem não verbal.

Como se pode notar, o TOM DA VOZ (ou qualquer outra forma de áudio - a música, por exemplo) é o elemento mais importante da comunicação no Rádio. Está aí, a "magia" do Rádio.

Uma comunicação eficiente, no Rádio, leva em consideração o que o "ouvido" gostará de ouvir.

Capriche-se no conteúdo da informação (O QUE); mas observe, muito bem, em COMO irá transmiti-la. Está aí o segredo: O QUE e COMO.

Mônica Sampaio
monica_sampaio_melo@hotmail.com
www.monica-sampaio.blogspot.com
www.workshock-monicasampaio.blogspot.com