Mônica Sampaio

sexta-feira, 24 de abril de 2009

COMO OBTER ATENÇÃO EM UM DEBATE



"Como você disse muito bem, Fulano, ..."

"Você disse uma coisa muito importante,..."

"Você tocou no ponto fundamental desta questão."

"Realmente, você acertou na mosca!"

"O que você disse foi espetacular"

"Embora não haja necessidade, pois você quase esgotou o assunto, só vou acrescentar uma pequena observação ao que você disse."

"Como você esplendidamente colocou..."



Niguém resiste ao elogio!


Qualquer uma dessas colocações é melhor do que um simples, educado e comedido: "Com licença, posso falar?"
Ou, um antipático discordante como: "Não concordo."

Quantas vezes você já esperou uma brechinha para falar, entre um grupo de "faladores profissionais"? Se for entre LOCUTORES DE RÁDIO, então, nem se fala! Ou melhor, como se fala! Falam muiiiito!

Não só profissionalmente, mas socialmente é muito importante não ficar calado numa roda de conversa.
Mas também não vamos aqui fazer apologia aos festivais de besteira não!
O silêncio na hora certa tem o seu valor.
Mas, ficar calado pode ser negativo para a sua imagem profissional. Pode demonstrar timidez ou falta de assunto. E falta de assunto remete, na maioria das vezes, à falta de conhecimento, que remete à falta de "cultura" ou de estudo ou dos dois.

Um parêntese: É errado dizer que uma pessoa tem falta de cultura. Pois cultura todo mundo tem. Cultura é o conjunto de tradições de um lugar, de um povo. O que a pessoa pode ter - mas não deve, viu, Comunicador? - é falta de conhecimentos gerais. O que um bom hábito de leitura resolve.

Além de saber "entrar" na hora certa, durante um debate, deve-se saber "entrar" falando certo. Preparar a bola e chutar pra fora é totalmente desaconselhável. No máximo, aceita-se um chute na trave. Para corrigir o ângulo depois.

Comunicador - seja em que profissão for - não pode ser um desinformado. Não é preciso mencionar - mas vá lá - que, principalmente no tocante a assuntos relacionados à sua profissão e à empresa para a qual trabalha, você deve estar "por dentro".



O debate geralmente se torna acalorado pela participação de pessoas muito "viris", que defendem seus pontos de vista como se fosse a própria vida. Aliás, tem gente que realmente se torna até desagradável pela intensidade de sua competitividade. Não calam a boca de jeito nenhum para a gente falar! Então, nestes casos, use o elogio, pois vai conseguir que se cale, na certa. Pois o elogio irá funcionar como um: "Já ganhou,amigo; convenceu!" Daí, o "furioso competidor" se acalmará, e com isso, você terá oportunidade para expor as suas ideias.
Ufa! Até que enfim, né?